quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Feliz ano novo!

Olá pessoal!

Passando rapidinho pra desejar a todos um Feliz ano novo!



Que nesse ano de 2015 possamos caminhar na direção certa, em busca dos nossos sonhos e objetivos!



É impossível prever o futuro, e por mais que façamos planos e tracemos metas, nem sempre será possível realizar todas elas, pois nem sempre as coisas saem de acordo com nossa vontade.

No entanto, o mais importante é estar ciente de que demos o nosso melhor, fomos à luta em busca da vitória, seja ela a mais insignificante aos olhos dos outros, mas em compensação muito valiosa aos nossos olhos.

Tirar boas notas na escola, assistir 100 animes, fazer uma viagem para outra cidade, lutar contra uma doença grave, fazer um amigo sorrir, sair da depressão, arrumar um namorado, mudar para uma casa melhor, arrumar um novo emprego, largar um vício ou realizar um sonho de infância...


Qualquer que seja o desejo ou objetivo que vocês tenham para o próximo ano, por mais insignificante ou por mais impossível de se realizar que ele pareça, tenha certeza de lutar com todas as forças para realizá-lo. Não importa se a meta vai ser alcançada ou não, mas a jornada em busca dessa realização vai ser o verdadeiro tesouro a se guardar. Porque esse tesouro representa o esforço, a dedicação, a luta, a perseverança e principalmente, o seu crescimento como ser humano. Ou seja, é o que fará de você uma pessoa inesquecível e especial.



Bom, tenho que confessar que não sei como será o ano de 2015 para o blog Coração Feroz. É claro que farei de tudo para continuar atualizando o blog com novas postagens, mas infelizmente não posso prometer nada. O semestre que passou foi um verdadeiro sufoco para mim, e tenho certeza que o próximo semestre será ainda pior... Mais trabalhos da faculdade, mais responsabilidades, menos tempo livre para o blog e consequentemente menos tempo para os meus doramas, animes e mangás... Então, o que fazer?


Minha meta para 2015 é continuar dando o meu melhor na faculdade (nos meus trabalhos, seminários e projetos - me esforçando ao máximo), tentar ser um pouco mais atenciosa com o meu curso de inglês (já que no semestre passado eu fui muito displicente), continuar a manter o blog atualizado e o principal: Não deixar que o peso das responsabilidades e as cobranças me afastem de quem eu realmente sou e do que eu realmente gosto. Se esforçar ao máximo e dar o melhor de si é importante, mas mais importante do que isso é saber até quando esse esforço será benéfico ou não para sua própria alma. 

Então, mesmo que seja difícil, não vou desistir do blog, já que esse espaço representa uma grande conquista para mim.

E  para quem está buscando grandes conquistas nesse próximo ano, desejo muito boa sorte! É difícil saber quando tempestades podem vir, mas é sempre bom estar preparado. E não se esqueçam, assim como as tempestades chegam de surpresa para atrapalhar nossos planos, o tempo bom sempre vem depois da tempestade! 

Para finalizar essa postagem, deixo um vídeo de uma música que passa uma linda mensagem de motivação. Independente da religião (eu mesma não sou evangélica, mas aprecio a música gospel), uma linda mensagem sempre será uma linda mensagem para aqueles que sabem recebê-la de coração aberto:





Boas Festas! Feliz ano novo e Força! Força para enfrentar qualquer adversidade!

Até o ano que vem pessoal!  








domingo, 28 de dezembro de 2014

Recomendação de anime - Ookami Shoujo to Kuro Ouji


Olá pessoal! E aí, como vai esse finalzinho de ano?

Bom, pra mim está tudo na paz, e ultimamente tenho matado a saudade dos animes e mangás, já que antes eu só estava acompanhando doramas. 
Recentemente li muitos one-shots e provavelmente logo logo faça uma postagem de resenha aqui no blog.

Mas hoje a postagem será uma recomendação de anime.


Ookami Shoujo to Kuro Ouji 
 

Sinopse:

Erika mentiu para as amigas sobre ter um namorado e mostrou uma foto de um cara desconhecido, no entanto, o garoto na foto acabou por ser um estudante da escola das meninas, Sata Kyouya, e foi logo reconhecido pelas amigas de Erika. Para piorar, a conversa entre as três foi ouvida por Kyouya. Desesperada, Erika acabou pedindo para ele fingir ser seu namorado. No entanto, Sata, que por fora é um belo e agradável rapaz, revela-se um verdadeiro príncipe negro, sempre pronto para chantagear Erika.

Quem já assistiu Itazura na Kiss sabe como funciona essa história. Um rapaz com cara de príncipe, porém frio e sádico, que não dá bola para a garota e só a faz sofrer, mas mesmo assim ela continua gostando dele e faz de tudo para conquistá-lo, até que em um belo dia finalmente as preces da garota são atendidas e os dois começam a namorar.



Em Ookami Shoujo esse clichê também acontece. No entanto, o que me conquistou nesse anime foi a comédia. Em alguns episódios, eu ria bastante. E tenho que confessar: Se você comparar Irie Naoki (de Itazura na Kiss) e Sata Kyouya (de Ookami Shoujo), vai perceber que Kyouya é muito mais "sangue quente" do que Irie. Kyouya é o tipo de garoto que, apesar de se fazer de sádico, na verdade tem um coração muito caloroso.

Meu episódio preferido de Ookami Shoujo é com certeza o episódio em que Kyouya tenta dizer "eu te amo" para Erika-chan kkkkkkkk É tão engraçado! Mesmo que ele se esforce pra dizer, ele sempre trava e não consegue! 

Outro episódio muito legal é o que Kyouya prova que é um namorado fiel e que ama mesmo a Erika-chan! Mesmo depois de todas as tentações, ele dá uma lição no rapaz que tentou levá-lo para o "mal caminho" dos garotos infieis.



Resumindo: Nos primeiros episódios desse anime, talvez você se sinta um pouco incomodada com as maldades do Kyouya, mas aos poucos você vai descobrindo que no fundo ele é um cara muito legal, e a verdade por trás das maldades dele é que ele tem medo de amar alguém. No entanto, depois que ele se apaixona por Erika, ele acaba mostrando seu lado fofo! 

É muito legal acompanhar o desenvolvimento do romance desses dois, e tenho que admitir que em certos momentos dos últimos episódios do anime eu até lembrei do dorama Marriage Not Dating. Quem já assistiu esse dorama sabe que o enredo aborda um tema parecido: os protagonistas começam namorando de mentirinha (assim como a Erika e o Kyouya) e depois o sentimento dos dois vai crescendo e eles acabam se apaixonando de verdade, tornando o namoro real. Assim como o Kyouya, Gi Tae (o mocinho de Marriage Not Dating), também é um rapaz que não acredita no amor por causa da relação falsa de seus pais, e isso o torna uma pessoa áspera. 

Bom... Vou propor duas coisas para vocês agora! 

Que tal fazer uma troca?

*Para o dorameiro que já assistiu Marriage Not Dating e gostou: Que tal acompanhar Ookami Shoujo?

*E para quem já assistiu Ookami Shoujo e gostou: Que tal acompanhar Marriage Not Dating?

kkkkkkkkkkkk Acho que seria bem divertido fazer essa troca, principalmente se forem pessoas que nunca assistiram doramas ou pessoas que não acompanham animes hehehehe

Até mais pessoal! Aguardem novas postagens! 



quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Feliz Natal!

Eaê pessoal!

Voltando para desejar a todos um Feliz Natal!

O ano está acabando e temos muitas lembranças para guardar... Algumas boas, outras ruins... Bom, mas tenho que dizer que para mim esse ano foram muito mais lembranças boas do que ruins. Entrar numa nova faculdade, conhecer novas pessoas, fazer novos amigos... Continuar com os meus vícios doramáticos, com o meu jeito Otaku de ser e ao mesmo tempo viver novas aventuras... Foi um bom ano para mim, cheio de surpresas boas! 

Aprendi tanto e quero aprender mais! Acho que nesse ano, mais do que qualquer outro, minha sede por conhecimento aumentou, minha vontade de me esforçar e dar tudo de mim em busca de um objetivo cresceu. Ver os frutos do trabalho e ser reconhecido por ele... Acho que não há coisa que me dê mais satisfação!

Vamos fazer desse Natal um momento de reflexão, um momento para repensarmos o que fizemos de bom e de ruim nesse ano que passou. Fomos julgados ou fomos nós que julgamos? Magoamos alguém ou fomos magoados? Erros podem ser perdoados ou consertados? 

É hora de dar uma nova chance ou de virar a página e seguir um novo rumo? Persistir ou desistir? 

Buscar a felicidade é o melhor quando estamos confusos ou perdidos. Buscar um sonho ou um objetivo, tentar a realização de algo que possa nos fazer felizes... Tentar compreender e ser compreendido...

Um ano novo se aproxima e tudo o que queremos é que ele nos traga mais alegrias. Mas não se esqueçam de que às vezes a tristeza também se faz necessária para nosso crescimento. Ultrapassar barreiras que estão no nosso caminho às vezes nos causam dor, mas no fim, o que nos espera do outro lado é o paraíso.

Desejo a todos um Feliz Natal e um próspero ano novo, com muita paz, saúde e cheio de realizações!

E para finalizar a postagem, confiram a seguir um desenho de Natal que eu fiz à algum tempo atrás (acho que foi no Natal de 2011 rsrs), duas fotinhas lindas do meu gato fantasiado de rena noel kkkkkkk e para fechar com chave de ouro, um videoclipe da música nova da minha diva Son Seung Yeon, que tem tudo a ver com o Natal! (deu até vontade de ver ela fazendo um dueto com Michael Bublé).
 
Espero que gostem!









Até mais!





Frente a Frente - Fanfic especial de Natal

Olá pessoal!

Como eu já havia antecipado na postagem anterior, hoje venho trazendo para vocês mais um presente de Natal.

Bom, a fanfic é um presente de Natal, mas ela mesma não tem como tema o Natal rsrs 
Na verdade, a fanfic fala sobre um encontro. Ela é bem curtinha, então, mesmo que seja chata, não vai dar tanto trabalho para ler kkkkkk

A inspiração para a fanfic veio das minhas próprias experiências pessoais, tipo.. no começo da minha adolescência, que é uma fase bem difícil em que a gente não se compreende bem. Então, me baseei na minha própria história para contar como foi o encontro com meu primeiro amor, que aos meus olhos eu considerava como a minha alma gêmea, por que era um sentimento puro, único e sincero, algo que eu só senti uma vez na vida.


FRENTE A FRENTE





Eram os meus olhos. Só que mostravam algo que faltava em minha alma.

Nunca tinha notado. Desde a segunda série eu estudava no mesmo colégio. Eram os mesmos alunos, os mesmos professores, as mesmas paredes, o mesmo teto e o mesmo mato alto no terreno dos fundos da escola. Às vezes a pintura mudava, mas aquele sentimento juvenil e travesso permanecia o mesmo, e o cheiro de mato também.

Sempre fui a melhor aluna da turma quando fazia o fundamental. Dificilmente tirava nota oito, minhas notas sempre partiam de 9 a 10. Mas ninguém ligava, afinal, sabiam que desde o primeiro dia quando cheguei naquela escola, fui alvo dos olhares gananciosos dos professores, que tinham orgulho de dizer “essa é MINHA aluna”. Porque eu era inteligente, extremamente dedicada, esforçada e antissocial, ao contrário dos outros, que não se importavam em tirar boas notas, que só se importavam com o lanche da cantina, a hora do recreio e conversas banais.
Doze. Acho que tinha doze anos quando o vi pela primeira vez. Não sei, talvez o tenha visto muito antes, numa outra dimensão. O fato é que meus olhos não prestaram a devida atenção e só depois de algum tempo me dei conta que tinha deixado algo muito importante passar despercebido.

Eram os meus olhos. Só que mostravam algo que faltava em minha alma.

Sempre fui a melhor... Mas por quê? Que diferença faz ser uma aluna exemplar ou uma aluna comum?
Eu não tinha qualquer sonho ou ambição. A única coisa que me motivava era saber que minhas boas notas deixariam meus pais satisfeitos e orgulhosos de mim. Estudar, naquela época, era o meu refúgio. Os livros eram os meus únicos amigos. E, além disso, era uma das poucas coisas em que eu era boa de verdade.
As garotas da minha sala costumavam falar de romance. Ficavam empolgadas quando alguém comentava sobre um garoto bonito.

Atração, hormônios a flor da pele, a vontade de ser a namorada de alguém.

Talvez ninguém achasse que esses também fossem os meus sentimentos. A garota fria que não pensa em nada a não ser em estudar... Ela também seria humana?

Tantas eram minhas dúvidas e conflitos nessa época. Parecia que o mundo inteiro desabaria na minha cabeça a qualquer momento. Eram tantos sentimentos confusos. Às vezes as lágrimas caíam sem razão aparente. Mas ninguém sabia. Porque as lágrimas sempre caíam no chão do banheiro e escorriam pelo ralo, sem deixar nenhum vestígio de sofrimento. Então a garota sensível e confusa não se mostrava, continuava sendo para o mundo a garota fria que não pensava em nada a não ser estudar, estudar e estudar...

Mas numa noite, enquanto tentava adormecer na minha cama, um flash de luz apareceu nos meus pensamentos. Algo que durante o dia, meus olhos não haviam prestado atenção.
Existia alguém naquele colégio, alguém que um dia apareceu em meus sonhos.
Quem era ele? Qual o nome dele? Em que sala estudava?
As perguntas foram surgindo e meu coração implorava por respostas.
Por que aquele olhar me prendeu sem nem mesmo ter prestado atenção nele? O que havia de tão especial naquela pessoa?

No dia seguinte, fui para o colégio e finalmente resolvi prestar atenção naquela pessoa...
Ele me atraía. Eu queria vê-lo de perto. Porém, ele sempre sumia na multidão de estudantes. Eu o procurava, mas logo o sino tocava e os alunos corriam para suas salas de aula.
Como vou saber... Como vou saber o que ele tem de tão especial se nem mesmo posso olhar nos olhos dele? Como vou saber se nem consigo falar com ele?
A verdade é que era difícil vê-lo, assim como tentar qualquer aproximação. Sempre o via de relance, às vezes de costas, às vezes de perfil e raramente de frente uma vez ou outra na hora do recreio, mas, infelizmente, nossos olhos nunca se cruzavam. Será que ele sabia da minha existência?
Minhas perguntas continuavam sem resposta. Meu coração, a cada dia que passava, ficava mais e mais apertado dentro do peito. Quem é ele? E por que permanece sempre tão distante de mim? Será que nunca poderei alcançá-lo? Qual seria a reação dele se, de repente, uma garota maluca corresse em sua direção e lhe perguntasse seu nome, idade, sala em que estuda, data do aniversário, rua onde mora...?
Talvez ficasse assustado. Talvez começasse a rir de mim. Ou talvez...
Isso é o que chamamos de primeiro amor? Minha cabeça estava confusa...
Até que um dia, num dia comum e tedioso como qualquer outro dia de aula, aconteceu algo inesperado.

Enquanto eu o seguia com os olhos, tentando ver onde era sua sala de aula, assim como nos outros dias, eu também o perdi de vista. No entanto, a chave do cadeado da minha sala de aula quebrou, a porta continuou trancada e nós ficamos do lado de fora, sem ter onde estudar.
A professora começou a ficar estressada, pedindo grosseiramente para que consertassem a chave imediatamente ou que encontrassem outra sala para que ela pudesse dar aula.
Os meus colegas de sala gritavam de alegria. Eles nem mesmo se davam ao trabalho de esconder o fato de estarem muito felizes com toda aquela situação. Estavam torcendo para que não tivesse aula e todo mundo fosse mandado de volta para casa.
Mas a professora não ia desistir tão facilmente. Ela exigiu outra sala, então, desesperado e tentando evitar confusão, o funcionário da limpeza resolveu guiar todos nós (a turma inteira e a professora) para uma sala de aula que estivesse desocupada.
O único problema é que a sala em que ele nos levou não estava desocupada.

Foi então que pela primeira vez na minha vida acreditei em milagres.

Em frente à porta daquela sala, um anjo apareceu.
Estava todo vestido de branco e sua alma reluzia. Seria uma mera alucinação? Estaria eu já ficando louca com apenas doze anos de idade?
Ele ficou parado na porta por poucos segundos. E eu estava lá, no lugar certo e na hora certa, diante dele, bem de frente para a porta.

Fiquei frente a frente com um anjo.

Estávamos há mais ou menos um metro e meio de distância um do outro. Ele tinha os cabelos castanhos claros e a pele branca. Estatura mediana para um garoto de 13 anos. Era magro e tinha um sinal acima da boca. Essa era a primeira vez que eu conseguia observa-lo tão de perto. Suas feições eram suaves e perfeitas, assim como as de um anjo.
Então ele me encarou. Fiquei paralisada. Segurei meu caderno apertado contra o corpo. Meu coração foi a mil em apenas alguns milissegundos.
Ele olhou dentro dos meus olhos e eu me senti decifrada. Ele via a minha alma e eu via a dele também. E seus olhos eram iguais aos meus, mas mostravam algo que faltava em minha alma.

Era como ver a mim mesma, só que banhada em perfeição. 

Nos olhos daquele anjo eu via alguém com uma alma idêntica a minha, mas ao contrário da minha, em que havia um grande vazio e tormento sem precedentes, na alma dele eu via um mundo preenchido de flores e felicidade. Eu via uma luz diferente, que ofuscava o meu espírito sombrio e me puxava para um céu azul cintilante. Eu via nele tudo que eu queria ser. Eu seria ele se minha vida até aquele momento não tivesse me deixado tantas cicatrizes.

Foram poucos segundos, mas por um breve momento achei que o tempo tivesse parado. Tudo ao meu redor parecia mais lento e em preto e branco, como em filmes de cinema.
Branco... Nesse momento me dei conta de que ele gostava de vestir branco. O que isso significava?

Talvez a pureza dos nossos sentimentos.

Quando ele voltou para dentro da sala, a minha professora nos levou para o pátio e nos obrigou a sentar no chão até que o diretor resolvesse o problema da sala trancada. Para mim aquilo pouco importava, pois a única coisa em que conseguia pensar naquele momento era nos segundos que aquele anjo ficou diante de mim, me encarando, olhando dentro dos meus olhos com tanta sinceridade.
Senti como se a minha existência dependesse daqueles míseros segundos que se passaram diante dele.

Eu nasci para aquele dia.

Eu nasci para presenciar aquele milagre.

Eu nasci para amá-lo por toda a eternidade.


 ~~Fim~~





terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Postagem especial de Natal - Apresentações Immortal Song 2

Olá pessoal! Tudo bom por aí? Como vão as festas de fim de ano?

Já estamos quase às vésperas de Natal e eu trouxe um presente para vocês!

Ultimamente tenho visitado muito o Youtube para ver vídeos de k-pop, afinal, estou de férias e quero aproveitar todo o tempo que eu tenho livre para assistir doramas, animes, escutar muitas músicas e conhecer mais a Coreia do Sul. Recentemente estava assistindo as maravilhosas apresentações do Immortal Song 2, e para quem não sabe, Immortal Song 2 é um programa de TV da KBS2, onde os participantes são cantores e competem entre si para conseguir a maior pontuação e vencer a rodada do programa. Geralmente, cada episódio faz homenagem à algum cantor antigo, e os competidores precisam interpretar as músicas desse cantor de uma forma que chame a atenção do público.

Como um presente de Natal para vocês, selecionei sete das minhas apresentações favoritas, confiram a seguir:


Kim Jin Ho - Family Portrait


Kim Jin Ho compôs essa música para homenagear seus pais. A música fala dos sacrifícios que os pais fazem pelos filhos. As letras dessa canção e a bela apresentação do cantor arrancaram muitas lágrimas dos espectadores.


Yoon Min Soo e Shin Yong Jae - Fate


Belas vozes, ambas cheias de emoção. Com certeza uma das apresentações mais tocantes.


Norazo - I come back to Samgakji


Essa foi a apresentação mais surpreendente que eu já vi.

Minha reação no começo da apresentação: -_- Ai que apresentação chata! Já vi melhores! Aff!

Minha reação a partir do minuto 2:30:  *0* OH MY GOSH!!!!!! Mais que p**ra! Esse carinha mais bonito canta muuuuuuuuuuuito! Inacreditável! Eu não sabia que existiam cantores de Rock tão bons na Coreia do Sul! \o/

Gente, eu fiquei tão surpresa que fui pesquisar sobre ele... Descobri que se chama Lee Hyuk e que faz parte de um duo (com esse outro cara), e juntos eles se chamam "Norazo". Outra coisa que descobri é que eles são extremamente bizarros! kkkkkkk Fazem aquele tipo de humor meio doido, que só os mais doidos conseguem entender kkkkkkkkkkkk


Son Seung Yeon - Bohemian Rhapsody


Minha diva Son Seung Yeon! Descobri essa voz maravilhosa através do cover que ela fez de "Let it Go" (e até postei aqui no blog).
Esse é um novo cover que ela fez de Bohemian Rhapsody (Queen) e também foi maravilhoso!


Ali - Only once in my life


Essa foi a apresentação que até hoje levou a maior pontuação do Immortal Song 2. Uma apresentação de arrepiar! Não dá pra desgrudar os olhos do PC enquanto Ali está cantando e interpretando essa música. É fantástico!




Son Seung Yeon - Can't find the oriole


(a KBS desativou a incorporação do vídeo, então só podemos assistir pelo youtube).

Mais uma da minha diva Son Seung Yeon! Ela ARRASA! Eu adoro essa música, não sei porque, mas adoro! O pior é que eu não faço a mínima ideia do que possam significar as letras kkkkkk Bom, mas eu adoro essa melodia! É tão empolgante!


E por último, mas não menos importante, afinal essa é a minha apresentação preferida de todas, Song So Hee:


Song So Hee - Love can not live without you

 
Song So Hee é uma jovem cantora de música tradicional coreana. As modulações que ela faz na voz (se vocês perceberam) são muito difíceis de se fazer, é uma técnica dominada só pelos cantores tradicionais. 
Ela ganha a minha estrelinha de ouro pelo seguinte motivo: A apresentação foi mágica, todos os elementos pareciam perfeitos, a cantora, a voz, o hanbok prateado, os instrumentistas, o cenário enfeitado de pétalas sendo levadas pelo vento... Enfim, foi deslumbrante!



Bom, pessoal, espero que tenham gostado!
E logo logo tem mais presente! Aguardem!




segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Recomendação de anime - Shigatsu wa Kimi no Uso

Oláááá people!

Hoje venho aqui recomendar, excepcionalmente, um dos animes mais cativantes que eu já tive o prazer de assistir!


O pianista e a violinista... Tem casal mais perfeito???

Bom, na verdade, eu ainda estou assistindo-o, já que os episódios ainda estão sendo lançados rsrs (comecei a assistir ontem, e acabei ficando tão viciada que assisti todos os episódios disponíveis de uma vez só, mas o problema é que ainda não foram lançados todos os episódios, então eu vou ter que ficar esperando para que seja lançado apenas UM episódio por cada semana - sabe o que eu acho? Aqueles que assistem animes sofrem mais do que os dorameiros, afinal, doramas são lançados dois episódios por semana, e cada episódio tem em média 1 hora de duração, enquanto animes só duram pouco mais de 20 minutos T_T kkkkkk)




Tenho ficado encantada com esse anime... Os cenários, as cores, os traços dos personagens, a trilha sonora... Tudo, absolutamente tudo parece perfeito. 

É difícil encontrar um anime com uma história tão apaixonante que faça seu coração vibrar, mas Shigatsu wa Kimi no Uso é esse tipo de anime.




Sinopse:


Arima Kousei era um prodígio em se tratando de piano, dominou as competições infantis por anos e todos os músicos infantis conheciam seu nome. Mas com o falecimento da sua mãe, que também era sua instrutora, ele sofre um bloqueio mental no meio de um recital e nunca mais consegue ouvir o som do seu piano, mesmo com sua audição normal. Dois anos se passam e Kousei ainda não tocou em seu piano de novo e vive em um mundo sem cor e sem outros tons. Ele passa a aceitar sua condição e vive feliz com seus amigos, Tsubaki e Watari, até que um dia, uma garota muda tudo. Miyazono Kaori é uma linda violinista, e seu estilo reflete sua personalidade livre e animada. Ela ajuda Kousei a voltar ao mundo da música e mostra a ele que neste mundo ele pode ser livre e não seguir as regras, um jeito muito diferente da estrutura rígida e estilo regrado que Kousei estava acostumado.


Gente, esse anime é uma coisa tão linda e maravilhosa! Acho que não tenho palavras para descrever o quanto Shigatsu wa Kimi no Uso é especial.

Como estou de férias, resolvi dar uma conferida em alguns animes, e por causa de um quote que eu vi no facebook acabei escolhendo Shigatsu wa Kimi no Uso.

Foi amor a primeira vista, assim como o protagonista do anime que se apaixonou pela violinista. Eu me apaixonei por esse anime.

E eu que achava que tinha ficado órfã de música clássica depois de Tomorrow Cantabile, e olha só! A música clássica faz parte da minha vida novamente!




E por falar em Tomorrow Cantabile (adaptação k-doramática do anime Nodame Cantabile), Shigatsu wa Kimi no Uso tem muito em comum com Nodame Cantabile.

Os traumas do nosso protagonista Kousei Arima nos fazem lembrar dos traumas de infância de Nodame, e além disso, assim como Nodame, ele é um pianista espetacular!




Outro anime que também me traz nostalgia quando vejo Shigatsu wa Kimi no Uso é Chirayafuru. A maneira como a competição é inserida no enredo, o ritmo frenético, sem falar no triângulo amoroso e na maneira como os personagens amam o que fazem (no caso de Chihayafuru, temos o esporte Karuta, e em Shigatsu wa Kimi no Uso temos a música clássica). Além disso, Arima me faz lembrar muito do Arata, ambos tem muito em comum: dois gênios que acabaram deixando de lado suas maiores paixões por causa da morte de um ente querido. Apesar de que, mesmo que eu ache o Arima muitíssimo fofo e legal, ainda amo mais o Arata, por que ele é um verdadeiro príncipe gênio do Karuta kkkk


Kousei Arima


Arata Wataya

O diferencial de Shigatsu wa Kimi no Uso é, sem dúvidas, os diálogos e pensamentos dos personagens. Tão profundos e poéticos. O que fazem da obra muito mais singular.

Ver esse anime me faz sentir como se fosse flutuar. É realmente uma sensação muito boa. Mas ao mesmo tempo ele me deixa um pouco deprimida, por causa da história triste que parece se aproximar a cada episódio. Afinal (spoiler), a violinista e musa inspiradora de Arima parece que não está bem de saúde, e é bem provável que essa história se encaminhe para um final trágico.

Bom, mas ainda assim é um anime que desperta em mim sentimentos puros e belos. Ele traz grandes lições de vida, e mostra o valor da amizade, do amor e de como é importante ter pessoas que nos apoie em nossa jornada em busca de nossos sonhos.

Até mais!



sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

[SPOILER] Episódios finais de Avatar- A Lenda de Korra

Olá pessoal!

Hoje estou aqui só para comentar sobre o final de The Legend of Korra. 

Ainda não assisti aos dois últimos episódios legendados, mas mesmo sem legendas consegui entender muitas coisas.

Minhas considerações sobre o final:

  • Como eu disse na postagem anterior, eu achava que os espíritos iriam ajudar Korra a derrotar o "Megazord" da Kuvira. Mas não foi isso o que aconteceu. No entanto, ainda assim o final foi bastante surpreendente. Teve muito trabalho em equipe, e Bolin se destacou bastante na batalha, além das irmãs Beifong e da Asami e de seu pai, Hiroshi.
  • Korra também divou bastante. Ela lutou corajosamente contra Kuvira numa batalha épica e, no final, conseguiu dominar a energia espiritual que estava descontrolada, o que acabou dando origem a um novo portal para o mundo dos espíritos. 
  • E sobre a declaração de Varrick para Zhu Li... eu estava muito ansiosa por isso, já esperava há séculos para que isso acontecesse. Esses dois são o meu casal preferido da série! 
  • E, finalmente... A grande surpresa, ou melhor, talvez seja algo que muitos já esperavam (inclusive eu):



Korra e Asami ficam juntas no final. Infelizmente não teve beijo, mas as mãos dadas e a viagem juntas para o mundo espiritual foi mais do suficiente para dar a entender que essas duas eram mais do que amigas, ou seja...

MEU PRIMEIRO SHIP YURI ACONTECEU! KORRASAMI IS CANON!

Chorem shippers MAKORRA! Muahahahahahahahaha!!!!

Muitos agora estão dizendo: Tudo faz sentido! TLoK deixou de ser exibida pela TV e o orçamento da série foi diminuído por alguma razão, e essa razão, pelo que as pessoas estão especulando, não teria sido pela falta de audiência, e sim pelo fato de que os criadores da série já tinham planejado um final Korrasami, e por causas das convenções (e pela Nick ser um canal infantil), os produtores resolveram tirar a série da TV.

Bom, mas o que eu tenho a dizer sobre tudo isso é: Foi perfeito! Tenho que admitir que as lutas não foram tão épicas quando no Livro 3, e o final não foi tão surpreendente quanto o final do Livro 3, mas... Foi satisfatório para mim! Só de o final ter dado Korrasami foi mais do que satisfatório para mim.

Eu já comentei aqui várias vezes que eu não gostava do Mako e da Korra como um casal, não que eu não goste do Mako, acho ele um cara legal, mas como um par para Korra ele é incompetente kkkkk Asami pareceu ser a mais indicada ao papel de companheira de Korra, isso porque ela sempre sabia o que dizer para animá-la, e sempre ficava ao lado dela. Asami sempre foi alguém em que Korra podia confiar seus segredos. As duas, mesmos separadas, passaram anos se falando por correspondência, algo que deve ter fortalecido ainda mais esse vínculo entre as duas. 


Bom, pessoal, agora estou indo! Esta foi uma pequena postagem flash, já que eu não conseguiria me aguentar de vontade de comentar sobre o final da série!

Como ainda vou assistir aos dois últimos episódios legendados, tenho muito mais a entender e analisar, então depois voltarei aqui com uma postagem mais completa sobre o final da série.

Até mais!